Escritor Destaque: Se eu pudesse... (Por Lenise Battisti)

By Fernanda Rodrigues - abril 20, 2018

Imagem: Myriams-Fotos

Produção literária de autoria da Lenise Battisti, Escritora Destaque de abril de 2018.
Para ler a entrevista com a Lenise, clique aqui.

Se eu pudesse, gostaria de ter um botão para desligar todos os sentimentos que estão dentro de mim. Queria esquecer toda a decepção e o quanto você me machucou. Queria poder apagar o rancor e a mágoa que me fazem tanto mal.
Se eu pudesse, queria esquecer você e tudo o que você me fez. Como eu gostaria de tentar parar de insistir em algo que não dá certo. Queria esquecer o quanto eu me esforcei para resolver a situação, enquanto você não se importou e simplesmente se afastou.
Se eu pudesse voltar atrás, sequer teria tentado conversar com você sobre seus erros. Não teria tentado me reaproximar de você no seu aniversário, porque só eu sei o quanto chorei quando você me agradeceu e disse que, apesar de eu estar fechada no meu casulo, você me amava e eu era importante pra você. Se eu sou tão importante, por que você faz questão de me machucar? Por que você não demonstra que é isso o que sente? Você pode falar que se importa, mas suas atitudes demonstram o contrário.
Se eu pudesse, não teria te ligado repetidas vezes e mandado diversas mensagens que não tiveram um retorno sequer. Você sequer me pediu desculpas, só tentou se justificar quando eu insisti por uma resposta.

Imagem: Pensamentos Aleatórios.

Durante todo esse tempo, eu realmente acreditei em você e agora percebo o quanto fui tola. Percebo que só tivemos proximidade enquanto eu estava disposta a ir atrás e a demonstrar afeto, se dependesse de você, já teríamos nos afastado há mais tempo. Talvez tenha chegado o momento de eu agir com racionalidade e me desapegar desse sofrimento. 
Se eu pudesse, gostaria de apenas gostar daqueles que sintam o mesmo por mim, ou talvez não sentir nada por ninguém para não ter o perigo de passar por isso novamente. Se eu pudesse, tentaria apagar você da minha mente, fingir que nunca nos conhecemos. Seria mais fácil se eu fosse uma pessoa fria e não me importasse com você. 
Talvez esse seja o fim de um ciclo. O término de tudo o que eu sinto por você. Quero esquecer toda a dor que tenho aqui dentro da mesma forma como você se esqueceu de mim. Eu vou me reconstruir e a vida vai te ensinar a dar valor para aqueles que se importam com você. Você sempre salientou o quanto eu sou paciente e carinhosa, mas a minha paciência acabou e o carinho que eu sentia já não existe mais. Você conseguiu destruir parte do que havia de bom em mim. Se eu pudesse, gostaria que você não me atingisse tanto assim. 
Você dizia que eu era uma pessoa rara, que estou no mundo para iluminar a vida das pessoas. Não consigo entender qual sua intenção em dizer algo que não é verdadeiramente o que você pensa. Você conseguiu me enganar, conseguiu me fazer acreditar nas suas palavras. A sua insensibilidade me impressionou, você me viu cair e não deu a mão para me ajudar a levantar, me deixou no chão e pisou em cima, como se eu não fosse ninguém. 
Eu não sou de desistir, mas você me obrigou a isso. Me machucou tanto que eu sou obrigada a me afastar, a seguir em frente sem você ao meu lado. Eu me fechei por sua culpa, me enclausurei no meu casulo para tentar fugir. Mas preciso me reerguer e você não pode mais fazer parte da minha vida. No momento que eu mais precisei que você demonstrasse em atitudes aquilo que diz sentir, você preferiu jogar tudo fora. A escolha foi sua e se eu pudesse, jamais escolheria ter que ir embora, mas no momento, é o que me resta...

Entre em contato com a autora

Quer conhecer mais do trabalho da Lenise Battisti?
Acesse: Blog Pensamentos Aleatórios | Facebook | Twitter | Instagram | E-mail

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Seja bem-vindo ao Projeto Escrita Criativa!
Deixe o seu comentário e interaja conosco. ;)